Heavy metal roundup, Vol. II

Por Fabricio C. Boppré em 08/07/2020

Denial of God - The Horrors of Satan

O que estes perspicazes dinamarqueses fazem é algo que eu gostaria de ouvir mais amiúde: black metal (ou “black horror metal”, como eles mesmos preferem chamar) que se leve menos a sério, que seja um pouco menos ríspido e excruciante. The Horrors of Satan (que é o primeiro álbum do Denial of God, lançado em 2006, mas acaba de ter uma reedição em vinil) causa menos enxaquecas ao diluir a aridez tradicional do gênero em doses generosas de teatralidade a la King Diamond: não faltam histórias sobre vampiros e lobisomens, vozes múltiplas interpretando diferentes personagens, órgãos e sinos, as famigeradas gargalhadas macabras. É diversão para toda a família.


Ka’tzon La’tevach - Demo

Estes israelenses, que parecem estar muito, mas realmente muito contrariados e enfurecidos, eu os descobri na última edição da The Month In Metal, coluna publicada mensalmente no site Stereogum e cujo título é auto-explicativo. Se nada do que tem acontecido nesse país desgraçado em que vivemos é suficiente para lhe deixar furibundo, escute à demo do Ka’tzon La’tevach e junte-se à nós.


Paganizer - The Tower of the Morbid

Aqui não tem inovação, não tem surpresa, não tem firula: 40 avassaladores minutos de death metal xucro vindo lá do norte do Velho Mundo — o mesmo naco de terra que nos deu Ingmar Bergman e Roxette.


Mylingar - Döda Själar

Se discos fossem lugares, haveria um lugar que fosse este disco neste nosso planeta? Ou mesmo neste nosso universo? Pois há algo de profundamente errado com esta música. Onde seria isso?


Categoria(s) associada(s): Opinião

Créditos da imagem: detalhe da capa do disco do Mylingar.



Nenhum comentário.

Não é mais possível adicionar comentários para este post.