Mixtape #144

Por Fabricio C. Boppré em 03/10/2014

Mixtape #144 by Fabricio C. Boppré on Grooveshark

Será essa uma das últimas mixtapes, pelo menos nesse atual formato? Tão dizendo por aí que o Grooveshark está praticamente com os dias contados. Seria lastimável, pois é um esquema muito prático… Se o serviço realmente fechar as portas, talvez fiquemos algumas sextas sem mixtape, até eu achar alguma alternativa igualmente viável e simples de usar. Mas antes de chorarmos pelo leite que ainda não foi derramado, acompanhemos o desenrolar do caso tranquilamente, ouvindo Cure, Judas Priest e Queen…

Queen e Judas Priest? Pois é, a faixa do Queen eu separei do disco Sheer Heart Attack quando escutei-o uns meses atrás, ocasião que eu calculo que tenha sido somente a terceira ou quarta vez em que eu escutei por inteiro um disco do Queen (mais do que suficiente para todo o resto de minha existência). Acho que posso dizer convictamente que não gosto da banda do Fred Mercury. Já o Judas Priest, após tê-los ignorado durante praticamente toda a minha vida, eu tenho ouvido bastante nos últimos dias, e seus discos antigos, definitivamente, não são de se desprezar… Tenho o Painkiller gravado numa fitinha K7 há muito tempo (o disco é de 1990), mas nunca escutei-a muito não, esse som sempre me soou como o arquétipo do metal bobinho e afetado que nunca me interessou (e tenho-a guardada até hoje, a fita, só porque na ocasião da gravação eu fiz uma capinha bem legal pra enfeitar sua caixinha), mas os discos dos anos 70, por outro lado, tenho descobrido que são bem bacanas, um proto-heavy metal que tem até umas coisas bem diferentes e ousadas vez ou outra, como essa faixa que vai aí na mixtape, tirada do primeiro LP deles, o Rocka Rolla, de 1974. Tenho a desconfiança de que à medida que eu for avançando no material dos anos 80, aproximando-me do Painkiller, eu vou perder o interesse, mas por enquanto está sendo uma descoberta bem legal essa discografia mais antiga do Judas. Quem diria! E tem mais um monte de banda de hard-rock/metal dos anos 70 e 80 para quem eu nunca dei muita bola mas que agora eu fiquei com vontade de conhecer melhor. Alguns exemplos: Whitesnake eu tenho certeza que vai cair na vala do Queen; Thin Lizzy e UFO, por outro lado, já ouvi alguma coisa e acho que posso gostar mais seriamente, se ouvir com mais atenção; Kiss eu não sei, sempre me pareceu um negócio muito infantil, mas o primeiro disco deles — que eu fui atrás por causa da música Goin’ Blind, que conheci via cover do Melvins — é bem legal…

Categoria(s) associada(s): Posters e artworks, Mixtapes e streamings

Créditos da imagem: Copiada daqui.



Nenhum comentário.

Não é mais possível adicionar comentários para este post.